Mestrado e Doutorado em Ciência Animal com Ênfase em Produtos Bioativos

Mestrado e Doutorado em Ciência Animal com Ênfase em Produtos Bioativos

Para combater transmissão de micro-organismos é preciso combinar lavagem correta das mãos com álcool

18/03/2020 às 14:02

Foto 01

Em meio a pandemia de coronavírus a orientação dos profissionais de saúde é unânime: higiene. O cuidado primordial é lavar as mãos com água e sabão e, se possível, utilizar o álcool 70%.

A reportagem de OBemdito conversou com as pesquisadoras Lidiane Barbosa e Isabela Carvalho, da Universidade Paranaense (Unipar) sobre a maneira correta de higienizar as mãos.

São dois tipos de processo: a lavagem com sabonete líquido neutro, que deve durar de 15 a 20 segundos, conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). “O macete é cantar mentalmente o ‘parabéns para você’, que dura vinte segundos. A pessoa precisa lavar entre dedos, o punho, o começo do antebraço e ponta dos dedos”, salienta a pesquisadora Isabela Carvalho. Depois disso, com as mãos bem secas, o álcool gel 70% deve ser aplicado.

Já nos casos de sabonetes antissépticos a duração da lavagem é um pouco maior: 1 minuto, o tempo necessário para que a ação de antissepsia comece.

O álcool gel sozinho, sem a lavagem das mãos, não tem tanta eficácia quanto a combinação dos dois processos. Isso porque a higienização serve para remover a sujeira (muitas vezes invisível) que está acumulada.

“Por exemplo: se eu tenho uma mesa suja e borrifo álcool 70 eu não vou conseguir acessar as bactérias porque tem um monte de sujeira antes. Então primeiro eu limpo e depois eu venho com o álcool. A mão a mesma coisa: temos a camada de gordura da nossa pele e os micro-organismos estão protegidos ali pela sujeira superficial e por essa camada, por isso a lavagem de mãos é importante. Você vai expor esses micro-organismos para a ação do álcool”, salienta a doutora Lidiane Barbosa.

No caso de sabão e sabonetes em barra a atenção ao enxágue deve ser redobrada para evitar que resíduos fiquem acumulados. Em locais públicos onde haja produtos deste tipo ao invés dos líquidos, também é preciso ter mais cuidado já que o contato direto com a pele das pessoas pode causar o acúmulo de bactérias no sabonete.

Álcool

Álcool caseiro, receitas de internet e tudo o que estiver fora do 70% não é eficaz para a assepsia. Um percentual menor de concentração do álcool não é capaz de eliminar os micro-organismos e o percentual maior que 70 evapora antes mesmo de agir.

Para saber mais sobre o Covid-19, basta acessar o site do Ministério da Saúde. Confira nas fotos o passo a passo de como lavar as mãos.

Crédito de imagens: Ricardo Trindade/OBemdito

Crédito de reportagem: Aline Reis/OBemdito

Link da matéria: https://www.obemdito.com.br/saude/para-combater-transmissao-de-vetores-e-preciso-combinar-lavagem/33216/

Foto 1
Foto 02
Foto 03
Foto 04
Foto 05
Foto 06
Foto Isabela
Foto Lidiane

Horário de Atendimento

Seg. à sex. das 8h30 às 12h e 13h às 17h30
Sáb. das 08h30 às 12h30
Ou ligue: 0800 601 4031